Fedidos x Asquerosos a concordância.

julho 24, 2008

Após alguns dias trabalhando sem parar conseguir ter um tempinho para atualizar meu blog. E eu estava doido para responder esse Post.

Sem dúvida um dos anuncios que eu mais gostei até hoje, muito brutal e direto, os caras mandaram bem mesmo. Parabéns.

Veja o link da referência.


Melancia não, cacto!

julho 24, 2008

Além de se bancar de malvadinha ainda é leigo, não consegue diferenciar cacto de melancia?

Eu gostei do comercial, não achei tão ruim. Mas acredito que se fosse mais rápido e menos melódico seria bacana.

Veja o link da referência.


Eu prefiro a gostosona, claro.

julho 24, 2008

É Sr. Mal, como você faz uma pergunta dessas? 500 Machos ou 1 gostosa, deliciosa e peituda tomando uma geladinha?

Era de se esperar a gostosa do que uma mega produção ein!

Segue o vídeo escolhido:

Veja o link da referência.


“Eu também sou Arquiteto de Informação.”

julho 14, 2008

Hoje em dia é fácil encontrar alguém que faz arquitetura, mais o difícil é encontrar os verdadeiros Arquitetos da Informação. Fazer uma planta baixa de um site não é uma terefa fácil, basta aprender o Axure, néh? NÃO! Assim como o Design ou qualquer outra profissão a arquitetura parte de teorias, estudos e conceitos aplicados e organizados de forma útil e acessível.

Eu não sou Arquiteto e não me comprometo com isso, deixo para quem entende. É claro que eu estudo arquitetura, me interesso, leio, já fiz algumas brincadeiras em “rabiscosframes” e wireframes para aplicar alguns estudos, mas nada tão sério, tudo por experimentos. Acredito que precisamos estudar isso para facilitar as criações e trabalhar lado a lado de um Arquiteto.

Eu não sou ninguém para falar que um Arquiteto é um Redator, Designer ou Programador recauchutado ou reprimido, até porque a arquitetura é um processo importante na criação, mas eu sou um Designer e posso falar SIM sobre quem se arrisca em fazer Arquiteturas sem ser um deles. Não desacredito da capacidade de nenhum ser humano em criar arquiteturas, mas vamos saber dividir os comprometimentos.

*Este wireframe foi encontrado no google, é apenas para illustrar o post.


Esmegma Brotherhood Association and Embromation

julho 7, 2008

Após um final de semana cansado começamos a segunda-feira com o pé direito, o blog Esmegma recebe seu novo layout, fotos realmente maravilhosas e sensuais. Essa primeira imagem que aparece antes do nome Esmegma é a mais linda do mundo, ela é muito gostosa e os Esmegmen mandaram bem hein?

Veja o layout do novo Esmegma:

Esmegma

Esmegma

http://www.esmegma.com.br/

Sucesso para vocês meus amigos.


Fiat, Volkswagen e Xerox.

julho 4, 2008

É meu grande amigo “Sr. Mal”, esse seu post retrata bem o lado cretino de agências que chupam idéias e não tem a cara de pau em práticar essas atitudes tão malditas.

Quando é utilizado como referência para melhoria de idéia tudo bem. Quando não, acontece isso. A peça que foi tão xerocada que a foto tem uma péssima iluminação, não tem título e a marca não obedece qualquer alinhamento.

Veja o link da referência


Apocalipse

julho 3, 2008

É “Sr. Mal”, devo concordar em alguns pontos nesse seu post cretino, a internet vem acabando e destruindo com algumas atividades que os humanos praticavam (ver tv, ler revistas, malhar…). Hoje em dia a internet faz com que o usuário (qualquer pessoa) se expresse de qualquer forme sobre qualquer assunto.

Antigamente para você ver episódios de filmes, de seriados, revistas em quadrinhos você tinha que esperar chegar na banquinha de jornal que ficava 25 minutos de bicicleta da sua casa. Hoje não, você entra no YouTube e ver qualquer seriado, entra no myspace e ouve qualquer música, cria um blog/site e fala sobre oque quiser… Tá, tudo bem que tem seus pontos “negativos” mas também tem suas qualidades e pontos positivos. Não é preciso mais sair de casa para fazer compras do mês, comprar qualquer produto ou até mesmo ver as putarias (Não é  mesmo Sr. Mal?) e ler bobeiras em qualquer lugar nessa grande internet.

A internet foi um avanço grande para a publicidade, abriu novas àreas e deu início a novas tendências, mas talvez estamos usando ela de forma incorreta.

Veja o link da referência